terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Revelação: Oque era o espinho na carne de Paulo?- Daniel Werneck

Imagem cedida por: indicetj.com
Boa tarde pessoal! 

Estou no trabalho e agora pouco o Senhor falou comigo e me explicou uma das passagens mais controversas em nosso meio, principalmente por pregadores e teólogos que não sabem ao certo o significado do que iremos tratar agora. mas, irei compartilhar com os irmãos o que o Senhor me disse. 

"E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar." 
                                                                             2 Coríntios 12:7




O que o Senhor me disse, pude compartilhar com alguns irmãos e foi assim:
 
 Estava indo beber água quando o Senhor falou comigo sobre esse versículo. Pude ouvir sua voz. Estou escrevendo para não esquecer. Certa feita um irmão pregou sobre isso na igreja e o que ele falou era mais ou menos o pensamento que eu tinha mas com ressalvas. Porem o senhor me disse o seguinte:

- O espinho na carne de Paulo era UMA PESSOA que desdenhava, desprezava ele. Por causa do testemunho dele sobre essa experiência. Essa pessoa dizia: Não é verdade, é mentira. Ele não foi arrebatado, etc, entre outras coisas mais, diminuindo Paulo perante os outros irmãos. 

Espinho na carne porque essa pessoa o incomodava da mesma forma que uma pessoa é furada sempre que segurasse uma planta com espinhos. Então Paulo não podia se “exaltar” ou se alegrar demasiadamente visto que tinha uma pessoa que se levantava contra ele por causa desse tipo de experiência. Essa pessoa desprezava Paulo.

Então pesquisei algo relativo a isso nas escrituras e o Senhor me levou a algumas passagens:  

E a casa de Israel nunca mais terá espinho que a fira, nem espinho que cause dor, entre os que se acham ao redor deles e que os desprezam; e saberão que eu sou o Senhor DEUS. Ezequiel 28:24

Paulo até orou para que o Senhor desviasse esse espinho dele (2 Co 2:18) e Jesus lhe disse como resposta que a graça de Deus bastava a ele. 

Acredito que Paulo não citou a pessoa na carta para não causar confusão desconforto (e as escrituras foram inspiradas pelo Espírito Santo, logo não sei se ele citando quem era o seu "inimigo" iria edificar a igreja de Corinto).

Também me levou a seguinte passagem:

 Porque a terra que embebe a chuva, que muitas vezes cai sobre ela, e produz erva proveitosa para aqueles por quem é lavrada, recebe a bênção de Deus; Mas a que produz espinhos e abrolhos, é reprovada, e perto está da maldição; o seu fim é ser queimada. Mas de vós, ó amados, esperamos coisas melhores, e coisas que acompanham a salvação, ainda que assim falamos.
                                                                               Hebreus 6:7-9

Esta e outras passagens mostram que existem pessoas que são comparadas a espinheiros. Só fazem ferir as pessoas. 
 
 E tomou os anciãos daquela cidade, e os espinhos do deserto, e os abrolhos; e com eles ensinou aos homens de Sucote.  (Juízes 8:1)

Espinhos são usados para disciplinar as pessoas. Paulo estava sendo disciplinado por Deus, sendo moldado.

Então disse Gideão: Pois quando o Senhor der na minha mão a Zeba e a Salmuna, trilharei a vossa carne com os espinhos do deserto, e com os abrolhos. Juízes 8:7
 
Espinhos muitas vezes são símbolos de disciplina e castigo.

Foi isso que o Senhor falou comigo amados. Não posso ir além para não cair em especulação. Então meditem nessa palavra. 

 

5 comentários:

  1. AO certo ninguem sabe o que era esse espinho.nao acredito que seria alguma enfermidade, pois o apostolo era acostumado com esse tipo de sofrimento, pois enfrentava prisoes, fome , perseguiçao, tribulaçao, ja havia sido apedrejado, tentativa de assassinato, etc. Daniel tambem acredito que seria uma pessoa, possivelmente um falso mestre, pelo amor que ele tinha ao evangelho e a igreja, nada mais podia o magoar do que alguem tentar deturpar seus ensinos e corromper seus Filhos na fé. Portanto, e bem provavel ser uma pessoa.

    ResponderExcluir
  2. De fato não acredito em uma pessoa específica e sim que Deus permitia que um demônio levantasse pessoas contra a sua pregação onde quer que ele fosse. Paulo chama seus espinho na carne de "anjo de Satanás" ou mensageiro do adversário, ou seja um ser enviado pelo maligno que incitava pessoas a esbofeteá-lo e assim em cada cidade que ele pregava, pessoas distintas o perseguiam. Por isso ele foi apedrejado, chicoteado, apanhou com varas, foi preso etc Não acredito em uma pessoa específica pois se isso fosse verdade esta pessoa teria de fazer as viagens missionárias com Paulo, e Paulo o denunciaria como denunciou várias pessoas pelo nome como Himeneu por exemplo, ou mandaria que esta pessoa ficasse cega como fez com Elimas, ou lhe resistiria na cara como fez com Pedro. Sendo este um espirito mau, o que ele podia fazer era rogar a Deus! Óbvio que este espírito agia por meio de pessoas, levantando perseguição contra Paulo onde este passava.

    ResponderExcluir

Redes sociais